Riscos de Investimentos Financeiros

Entender os riscos e saber minimizá-los é um dos grandes aprendizados do investidor de sucesso.

Artigo publicado por Samira Souza nas categorias: Fundos de Investimento

Quem já possui certa experiência em investimentos, sabe que todo investimento envolve determinado risco, mesmo aqueles aparentemente mais seguros. E de acordo com o tipo de investimento escolhido, esse risco pode ser muito maior. Para aqueles que buscam maior rentabilidade, o risco costuma ser maior e esse risco ampliado costuma ser visto por muitos como a grande desvantagem dessas aplicações.

De qualquer forma, o risco é a moeda que se usa para conseguir rentabilidade, determinando assim o tipo de investidor que cada um será com o passar do tempo. Mas saber lidar com os riscos é essencial para cada um, desde o perfil conservador a investidores arrojados, acostumados com o risco constante.

cálculo de riscos

Riscos múltiplos

Quem investe em qualquer tipo de aplicação corre determinado risco, risco esse que pode ser definido como a possibilidade de obter um rendimento menor (algumas vezes bem menor) do que o esperado ou o planejado. E, com relação a isso, pode haver diversos tipos de variáveis, muitas vezes externas ao próprio investimento, que gerem o risco imediato ou em longo prazo. E essas variáveis geram tipos de riscos diferentes, que nem sempre estão vinculados aquele rendimento especificamente, mas que podem afetar as aplicações de forma geral.

Risco de mercado

Esse é um risco que afeta todas as aplicações que o investidor concentrar o seu capital, e exatamente por isso esse risco não pode ser diminuído pela diversificação dos investimentos. Ele diz respeito á variáveis que afetarão sistematicamente a estrutura do país ou do mercado, e que só mudam em longos períodos.

Elas estão ligadas á taxas de inflação, à política monetária local, e á mudanças estruturais que afetam comerciantes, industriais, investidores autônomos e toda e qualquer pessoa que resolva aplicar o seu capital. Crises políticas, alteração das taxas de juros, guerras, alteração nos mercados internacionais, classificação do risco do país e outros são exemplos de variáveis que afetam diretamente o risco de mercado.

análise de riscos

Risco específico

Esse é um risco que afeta unicamente um tipo de aplicação, os riscos naturais e orgânicos daquele tipo de investimento realizado. Ele é conhecido pelos investidores por ocasião da aplicação e estudados sempre com cuidado, e podem ser reduzidos ou até mesmo anulados pela diversificação dos investimentos realizados, ou seja, investir em diferentes tipos de investimentos, com riscos e características diferentes.

Risco de crédito

Esse é o risco da instituição financeira que gerencia ou realiza a intermediação dos investimentos ficar incapacitada de cumprir com os seus compromissos, prejudicando os investidores que nela apostaram. Esse risco está presente em todas as aplicações, mesmo nas instituições mais tradicionais, mas a escolha de uma boa, tradicional e confiável instituição financeira pode minimizar bastante esse risco. Da mesma forma, a diversificação das aplicações pode ser uma excelente oportunidade de escapar desse risco.

Risco de negócio

Cada investimento e instituição financeira carrega sempre esse risco em cada uma das suas aplicações, que está ligado ao resultado de encargos financeiros e impostos. Ele pode ser estudado com clareza antes do investimento ser realizado, já que depende das políticas da instituição que oferece o investimento, do marketing relacionado, da procura em si sobre aquela aplicação, da repercussão geral dos custos fixos vinculados ao produto, e alguns outros. Ele pode também ser minimizado por um estudo do mercado e pela escolha de uma boa instituição, bem como pela diversificação dos investimentos.



Comente!




*Campos obrigatórios